Suas costas doem em repouso? Pode ser espondilite anquilosante

Sentir dor nas costas pode ser um sintoma recorrente depois de um dia cansativo e com muitas atividades. Mas, sentir dor em repouso não é tão comum, não é mesmo? Saiba que no caso da espondilite anquilosante, é assim que a doença se manifesta. Diferentemente das dores comuns, que ocorrem durante a realização de algum esforço, nessa condição o incômodo aumenta enquanto a pessoa está em repouso.

O que é a espondilite anquilosante?

É uma doença reumática sem cura que atinge mais de 2 milhões de brasileiros. Um dos fatores que chamam atenção é que ela acomete principalmente homens jovens, entre os 20 e 40 anos. A inflamação autoimune pode ser aliviada quando descoberta no início e tratada adequadamente.

Quais são os sintomas?

Normalmente, tudo começa com uma dor persistente acompanhada da sensação de rigidez matinal. O incômodo costuma aparecer primeiro na região lombar, mas pode afetar pescoço, nádegas e, talvez, quadril, joelhos e tornozelos. Os incômodos mais comuns são dores na lombar que persistem por meses e rigidez da coluna mais acentuada no início do dia.

A doença também provoca o comprometimento progressivo da mobilidade da coluna que vai enrijecendo, da expansão dos pulmões e aumento da curvatura da coluna na região dorsal. Além da dor, a enfermidade pode vir associada a outros sintomas como inflamações nos olhos, diarreias e problemas na pele.

Como ela é diagnosticada?

O diagnóstico normalmente é identificado com exames de imagem como a ressonância magnética. Mas, a inflamação também pode aparecer em testes de sangue específicos. Quanto antes o paciente for diagnosticado melhores são as chances e resultados de tratamento. De toda forma, o paciente que sente dor não deve se acostumar com ela porque a dor é um sinal do corpo de que alguma coisa não vai bem.

Quais são as formas de tratamento?

Após a avaliação médica, será definido a forma de tratamento, podendo incluir o uso de medicamentos e a fisioterapia para controle e alívio dos sintomas. O acompanhamento adequado e o tratamento correto ajudam reduzir o risco de deformidades provocadas pela doença. Porém, medicação e terapia não são as únicas medidas contra a espondilite anquilosante, sendo a prática de exercícios físicos essencial para aliviar as dores e combater a rigidez.

Para evitar a evolução da doença, você precisa tomar alguns cuidados:

- Praticar exercícios físicos, pois a falta de mobilidade acelera a evolução da doença;

- Controlar o peso e fazer uma dieta balanceada;

- Manter a postura correta;

- Dormir em colchões firmes, para manter a coluna estável e evitar dores;

- Seguir as recomendações de médicos especialistas da área;

- Visitar o fisioterapeuta;

- Jamais se automedicar.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

(62) 3261-2100

 

Rua Desvio Bucarest, 615, Jardim Novo Mundo

Goiânia - GO

CEP 74703-100

© 2018 Extra Corpus | Criado por Plena Estratégias Criativas